Empresas de sucesso já utilizam a gestão do conhecimento em suas estruturas a fim de otimizar processos e alcançar metas. Mas, afinal, o que a expressão significa na realidade dos negócios? Você conhece sua importância?

No post de hoje, elaboramos um guia sobre a gestão do conhecimento para empresas para que você entenda de vez o que é e como ela pode ser utilizada para melhorar a sua organização. Confira!

O que é a gestão do conhecimento

A definição de gestão do conhecimento é abrangente, uma vez que compreende uma série de atividades já realizadas em uma empresa em seu dia a dia. Em resumo, diz respeito à identificação e análise de conhecimentos que estejam disponíveis e sejam desejáveis para o crescimento da companhia.

Ainda, a gestão de conhecimento pretende, além de reter e estruturar informações, identificar quais as competências mais relevantes e interessantes para o desenvolvimento da empresa, otimizando todos os seus processos. O conhecimento, por sua vez, se divide em dois campos principais. Entenda.

O conhecimento tácito

O conhecimento tácito é aquele que se formou ao longo dos anos, presente na cabeça de cada pessoa ― no caso da empresa, no desempenho da atividade pelo colaborador, dentro e fora dela.

O conhecimento explícito

O conhecimento explícito, por outro lado, é aquele formal e claro, possível de ser transmitido. Logo, ele estará necessariamente contido em planilhas, desenhos, textos e similares.

Como aplicar a gestão do conhecimento na sua empresa

A boa gestão do conhecimento é uma arma poderosa para as empresas. Ela permite saber os conhecimentos de cada colaborador que são úteis para o funcionamento da empresa, bem como identificar uma maneira de transformá-los em processos, a fim de que a organização não fique à mercê da competência de funcionários específicos.

Conheça as três melhores práticas que podem ser aplicadas para a melhoria do seu negócio.

1. Passe o conhecimento gradualmente

Passar os conhecimentos aos colaboradores de uma só vez é atitude altamente ineficaz. Eles não conseguirão se concentrar e se lembrarão apenas das que julgarem mais importantes.

O conhecimento deve ser transmitido aos poucos, apenas quando se fizer necessário. Mostre como ele influencia em cada aplicação utilizada. Criar uma avalanche de informações leva o funcionário a decorar, o que não é útil para a empresa.

2. Documente todas as informações

Sempre que possível, busque documentar e formalizar o conhecimento em papéis, diagramas, planilhas e afins. Assim, você terá maior segurança para utilizá-lo de forma correta e até mesmo passá-lo adiante.

Uma boa solução é utilizar soluções de ECM, escolhendo um software com alta performance que realize a gestão de documentos e forneça relatórios precisos, facilitando a experiência para os colaboradores.

3. Esteja disponível para tirar dúvidas

A adaptação do funcionário às novas estratégias da corporação é sempre uma surpresa: alguns se mostram completamente abertos e têm facilidade de implantar atos que consolidem a gestão de conhecimento em seu cotidiano, enquanto outros encontrarão dificuldades e terão dúvidas.

Os funcionários mais experientes e com maior conhecimento, desta forma, devem estar sempre disponíveis para ajudar. Situações inusitadas podem aparecer e a melhor solução para lidar com elas é trabalhar em equipe.

O principal produto da Zaptrade é o Organizer, uma plataforma Web de gerenciamento de processos e documentos eletrônicos, que tem como principal proposta de valor gerar economia por meio da padronização, organização e otimização dos processos de trabalho. Conheça o serviço e entenda como aplicar a gestão do conhecimento no seu negócio!