Atualmente, é praticamente impossível administrar uma empresa sem lançar mão de recursos tecnológicos modernos, pois facilitam os processos no ambiente corporativo e reduzem custos. No entanto, a tecnologia por si só não resolverá todos os problemas, de modo que é necessário precaver-se contra alguns erros comuns na gestão de TI.

Mas não se preocupe! Selecionamos para você 5 dos erros mais comuns cometidos por gestores de TI e o ajudaremos evitá-los. Confira:

Perder o controle sobre as alterações na estrutura da empresa

O ambiente corporativo engloba uma infinidade de departamentos, setores, equipes, sistemas de computação, entre muitos outros. Com as constantes mudanças e avanços tecnológicos, seria muito fácil perder o controle do escopo de sua empresa. Pequenas mudanças a cada dia podem significar grandes mudanças estruturais dentro de poucas semanas.

O bom gestor mantém-se informado sobre quaisquer alterações no ambiente corporativo, desde mudanças procedimentais simples até atualizações estruturais profundas, tais como o uso novos softwares e formação de novas equipes.

É importante que, ao tomar conhecimento dessas alterações, o gestor comunique para toda a empresa para que sejam evitadas falhas que reduzam a produtividade dos funcionários ou a segurança dos processos.

Descuidar da segurança das informações

Esse é um dos quesitos mais importantes da empresa, já que abrange a proteção de documentos importantes de cunho jurídico, administrativo e comercial. Quanto prejuízo seria para empresa perder tais documentos ou deixá-los nas mãos erradas! Investir em novas tecnologias, softwares e hardwares contribui para manter o sigilo e a manutenção dos dados corporativos.

Lembre-se de que muitas dessas informações podem estar disponíveis segundo os privilégios de acesso atribuídos a cada usuário. Por isso, é importante que o gestor administre e revise essas autorizações de acesso com atenção para evitar que pessoas não autorizadas tenham em suas mãos documentos a que não têm direito.

Não atualizar o sistema regularmente

A tecnologia avança constantemente, de modo que não seria prudente o gestor apegar-se sempre aos mesmos recursos, uma vez que isso poderia expor a empresa a falhas de segurança. Além do mais, com o crescimento da empresa, aumenta também sua demanda, e tecnologias que antes eram suficientes tornam-se supérfluas diante das atuais necessidades.

A gestão de TI eficiente propõe estratégias de atualização constante do sistema e busca novidades tecnológicas do mundo corporativo que possam agregar valor aos serviços oferecidos e aumentar a produtividade de sua equipe.

Não dar atenção às solicitações dos usuários e de sua equipe

Toda gestão é feita por pessoas e para pessoas, e isso não é diferente na gestão de TI. Quando o gestor tapa os ouvidos aos usuários e aos seus funcionários, ele perde uma valiosa oportunidade de gerenciar seus processos com mais qualidade.

Escutar o que sua equipe tem a dizer sobre procedimentos que não estão dando certo ou que poderiam ser aprimorados é essencial para obter engajamento e descobrir falhas importantes no sistema. Funcionários motivados costumam afeiçoar-se à empresa e dar mais valor ao treinamento que recebem.

Na outra ponta do sistema estão os usuários dos serviços da empresa. Esses têm opiniões vitais sobre a marca que organização leva e podem contribuir com uma avaliação sincera do que a empresa tem realizado e quais aspectos precisam ser modificados.

Não investir em meios eletrônicos de gestão de TI

Muitos gestores ainda mantêm os documentos em arquivos físicos armazenados localmente na empresa. Tais documentos estão sujeitos à degradação, a ações do tempo e de pessoas mal-intencionadas. Além disso, a forma como esses arquivos estão alocados dificulta a pesquisa e o acesso às informações.

Por outro lado, o gerenciamento eletrônico desses arquivos torna os processos ágeis, diluindo a burocracia com apenas alguns cliques. É possível, ainda, fazer backups desses arquivos em servidores externos que cuidam da segurança com a mais alta tecnologia de criptografia e os arquivos ficarão disponíveis apenas a pessoas autorizadas.

Seguindo essa tendência, o Organizer é uma das ferramentas mais eficientes para você organizar e gerenciar seus documentos. Nessa plataforma online, seus arquivos ficam armazenados e protegidos, podendo ser facilmente compartilhados a fim de otimizar o trabalho colaborativo da sua equipe, parceiros e clientes.

Consegue lembrar de outros erros cometidos na gestão de TI? Não deixe de compartilhar seu comentário conosco!