A perda de dados pode ser um grande problema para empresas que possuem a tecnologia integrada aos seus principais processos operacionais. Conforme ferramentas de TI passaram a fazer parte do dia a dia de empresas, a quantidade de informações armazenadas digitalmente cresceu continuamente e, nesse cenário, perder informações pode levar a prejuízos financeiros, problemas judiciais e mesmo a perda de espaço no mercado. Diante disso, criar uma rotina de segurança de dados sólida e robusta é fundamental para garantir a confiabilidade da infraestrutura de TI do negócio.

Quer saber como isso pode ser feito? Então veja a nossa lista abaixo com quatro técnicas para proteger-se contra a perda de dados!

1. Utilize o backup na nuvem

O backup na nuvem tem ganhado destaque nos últimos anos por ser uma estratégia simples e eficaz para negócios que querem mais mobilidade para as suas políticas de segurança de dados. Essa solução permite que empresas sincronizem informações críticas de tablets, computadores e smartphones com servidores externos, aumentando sua capacidade de se proteger contra eventuais problemas em seus sistemas ou equipamentos de trabalho. E como o cloud backup pode ser acessado pela web, o tempo necessário para restaurar uma informação diminui drasticamente.

2. Faça uma avaliação de risco

Uma política de backup de dados eficiente não é apenas aquela que salva a maioria das informações do negócio com regularidade, mas sim a que consegue garantir que as informações mais importantes do negócio estão protegidas contra falhas de segurança e problemas operacionais. E para definir quais são os sistemas que merecem mais atenção na hora de realizar um backup, a melhor estratégia é realizar uma avaliação de risco.

Durante esse processo, o gestor de TI deverá identificar quais são os sistemas, bancos de dados e arquivos mais importantes para a empresa. Eles deverão ter prioridade nas políticas de backup, sendo armazenados em múltiplas mídias e com uma frequência maior. Dessa forma, caso algum problema afete tais informações, o impacto no fluxo de trabalho será o menor possível.

3. Adote múltiplas mídias de backup

Uma política de backup de dados apenas torna-se realmente eficaz se os snapshots forem salvos em várias mídias. Diante disso, além do backup de dados na nuvem, a empresa pode utilizar o armazenamento local de informações para garantir que as suas informações mais importantes possam ser recuperadas mesmo quando não houver internet disponível. Assim, o impacto causado por perdas de dados é reduzido drasticamente.

Nesse sentido, uma série de soluções podem ser implementadas para o armazenamento local dos dados. O NAS, por exemplo, é uma ferramenta que pode ser utilizada para o backup versátil de arquivos via rede. Já HDs externos (preferencialmente criptografados), podem ser adotados em migrações de sistemas e em máquinas que não ficam conectadas à rede interna.

4. Implemente sistemas de monitoramento de dados

Os sistemas de monitoramento de dados são fundamentais para que a empresa possa rapidamente detectar vulnerabilidades de segurança e falhas de serviço. Eles atuam monitorando conexões de dados, contas de usuário e requisições de acesso a sistemas e arquivos em busca de possíveis problemas de segurança. Dessa forma, técnicos podem adotar medidas corretivas com agilidade, diminuindo as chances de uma informação ser removida por terceiros.

Com uma infraestrutura de TI mais confiável, os fluxos de trabalho tornam-se mais eficientes e com menos gargalos operacionais. Para otimizá-los, a empresa também pode adotar um sistema de workflow. Saiba como ele funciona e quais os principais motivos para adotar essa estratégia no nosso post sobre o tema!

Gostou deste artigo sobre perda de dados? Então aproveite para baixar o nosso e-book “Tudo que você precisa saber sobre gestão eletrônica de documentos” e aprenda mais sobre o tema!

Conteúdo completo: Tudo que você precisa saber sobre gestão eletrônica de documentos